Solicite um Orçamento

BLOG

A INSEGURANÇA NA HORA DE SER FOTOGRAFADA É MAIS COMUM DO QUE VOCÊ IMAGINA.

Categoria: AUTOESTIMA, Ensaio Feminino, Sobre Fotografia, Universo Feminino

 

Pra quem não me conhece, me chamo Gui Guimaraens, sou fotógrafo, de Belo Horizonte onde tenho meu estúdio há mais de 15 anos. Já fotografei de tudo, mas ultimamente, depois que criei o @theguisclub, tenho me especializado em ensaios femininos sensuais e casuais.

 

Hoje vamos falar sobre um assunto que aflige muitas mulheres que tem vontade de fazer um ensaio fotográfico.

 

A INSEGURANÇA NA HORA DE SER FOTOGRAFADA!

Janaína Araújo em ensaio do THE GUI’s CLUB

 

Diariamente pessoas sofrem com o preconceito sobre sua aparência, além das próprias cobranças internas, da baixa autoestima e de todas as inseguranças criadas a partir das preocupações estéticas.

 

Grande parte das mulheres que agendam seus ensaios no THE GUI’s CLUB demonstram seus medos no primeiro contato, muitas vezes ficam adiando a hora de fazer suas fotos, algumas até cancelam o ensaio.  Mas quando chega o momento, se surpreendem por descobrirem uma versão incrível de si mesmas.

 

Janaína Araújo, 29 anos, foi uma delas. Ela era recepcionista hospitalar quando contraiu uma infecção durante um plantão e teve uma lateral inteira do rosto paralisada. Os médicos não sabiam dizer se era um problema viral ou bacteriano e não identificaram uma causa específica. Após três meses tomando cerca de oito medicamentos por dia, incluindo quantidades grandes de corticoides, Janaína engordou 30kg, passando do tamanho 36 para o 44.

 

Janaína Araújo em ensaio do THE GUI’s CLUB

 

Junto com o peso, surgiram as estrias, a falta de ar, as dores intensas e o não reconhecimento do próprio corpo. As preocupações estéticas viraram prioridade. Alguns começaram a julgar sua nova aparência como desleixo ou algum descontrole alimentar sem, de fato, saber tudo o que havia sido enfrentado.

 

Para afastar toda a tristeza causada pela sequência dos fatos, ela buscou na internet algo que pudesse trazer de volta a sua alegria de viver e, ao encontrar no Instagram a página do THE GUI’s CLUB, decidiu se presentear com um ensaio fotográfico. Mas adiou o ensaio por não se achar com o corpo adequado para esse momento especial.

 

Janaína Araújo em ensaio do THE GUI’s CLUB

 

Quando, finalmente, decidiu fazer as fotos suas expectativas eram baixas, achava que nada ficaria bom e que seu corpo chamaria muita atenção. Foi no momento das escolhas dos looks e da criação das poses que os medos foram substituídos por diversão, autoconhecimento e por um processo de aceitação.

 

“Eu me surpreendi. Eu achei que ia ficar muito feio, achei que ia ficar gigante, que nada ia me favorecer. Ter feito o ensaio nesse momento foi importante, eu vi uma versão de mim que eu não conhecia, até tirei fotos com uma camisa masculina aberta deixando partes do meu corpo à mostra!”.

 

 

Janaína Araújo em ensaio do THE GUI’s CLUB

 

Para finalizar, Janaína deixou uma dica para todas que sofrem com as inseguranças de um corpo fora do “padrão” na hora de fotografar:

 

“Ouse! Vá em frente! É uma oportunidade de você se conhecer, um processo de aceitação, de saber valorizar seus pontos fortes, aquilo que você tem de melhor. O seu corpo pode mudar, mas a sua essência permace a mesma!”.

 

Não existe um corpo ideal para ser fotografado, tudo o que existe é um momento único para você pensar só em você mesma e agradar aos seus próprios olhos, um momento de se divertir e aproveitar cada segundo do seu ensaio, para se conhecer, se valorizar e se descobrir.

 

Janaína Araújo em ensaio no THE GUI’s CLUB

 

Nossa equipe confia no seu potencial, vamos juntos extrair tudo o que há de melhor na sua personalidade e na sua beleza!

 

Não permita que o medo, a tristeza ou a insegurança tirem de você a coragem de passar por essa experiência incrível e dar uma reviravolta!

 

Se quiser ler mais artigos sobre autoestima feminina e outros assuntos visite o BLOG do GUI

 

TAGS

Comente aqui!

Seu comentário é muito importante para nós. Separador

Olá, podemos conversar?

Agora que você já conhece um pouco mais sobre o nosso trabalho, é hora de agir!